29 de maio de 2012

Buriti
Palmeira típica do cerrado, o buriti é uma das plantas mais importantes nas regiões onde ocorre. Dele tudo se aproveita: o caule se transforma em casas e cercas. Sua palha é usada na cobertura de telhados. E da polpa do fruto se faz doces e geléias. Há também quem extraia dela um óleo de cor avermelhada com finalidades medicinais.

É uma linda palmeira com as folhas em forma de leque que enfeita os sertões do Brasil. Essas matas onde se destacam os buritis são indício seguro de que por ali existe um curso d’água, que carrega e espalha as sementes. Em tupi-guarani, buriti quer dizer “aquele que contém água”. Muito comum também em veredas do cerrado, consideradas os oásis no sertão.
Buritizeiro 
Não há nada mais belo que um buritizal ao entardecer de um dia ensolarado. Nesta hora, tudo fica dourado no cerrado brasileiro. As imensas folhas do buriti, como grandes leques, agitam-se ao vento. Os buritizais se espalham também em outros ecossistemas brasileiros, como o amazônico.
 
Na comunidade de Palmeira do Piauí, localizada no sul do estado do Piauí, e na cooperativa Grande Sertão, no norte de Minas Gerais, acessamos os conhecimentos tradicionais associados ao buriti nos quais inspiramos nossos produtos. Os frutos são extraídos através de manejo. Eles são recolhidos e colocados em cestos e transportados até o quintal das casas. A coleta conta com a participação tanto de mulheres quanto de homens. Depois de transportados, os buritis são colocados em um recipiente com água, onde permanecem de molho por dois dias, para facilitar a separação de polpa e semente.

Para a extração do óleo, as mulheres da comunidade deixam a polpa do buriti dissolvida em água, debaixo do sol, de um dia para o outro. Depois, com a ajuda de uma colher, elas retiram o óleo, que fica na superfície, e o fritam em uma panela para que o restante da água evapore.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Você no Blog Nordestinos Paulistanos
jornalista cidadão.
Envie textos
fotos,
vídeos
Cultura,história da cidade,causos,linguajar,poesia,cordéis e muito mais.

TV Nordestinos Paulistanos

Mais Acessadas