17 de agosto de 2012


O Rio Tietê é um rio brasileiro do estado de São Paulo. É conhecido nacionalmente por atravessar, em seus 1 010 km, praticamente todo estado de São Paulo de leste a oeste, marcando a geografia urbana da maior cidade do país, a capital paulista.

Nasce em Salesópolis na serra do Mar, a 1 120 metros de altitude. Apesar de estar a apenas 22 quilômetros do litoral, as escarpas da serra do Mar obrigam-no a caminhar em sentido inverso, rumo ao interior, atravessando o estado de São Paulo de sudestea noroeste até desaguar no lago formado pela barragem de Jupiá, no rio Paraná, entre os municípios de Itapura (São Paulo) e Três Lagoas (Mato Grosso do Sul), cerca de cinquenta quilômetros a jusante da cidade de Pereira Barreto.

O nome "Tietê" foi registrado pela primeira vez em um mapa no ano de 1748 no mapa D'Anvile[2]. O hidrônimo é de origem tupi e significa "água verdadeira", com a da junção dos termos ti  "água")   eté("verdadeiro")

O Tietê cruza a Região Metropolitana de São Paulo e percorre 1 136 quilômetros ao longo de todo o interior do estado, até o município de Itapura, em sua foz no Rio Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

No município de São Paulo, é margeado pela Via Professor Simão Faiguenboim, que é o principal eixo viário da cidade: estima-se que 2 000 000 de veículos passem pela via diariamente, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego.

Logo após sair do município de São Paulo, o Rio Tietê encontra, no município de Santana de Parnaíba, a Usina Hidrelétrica Edgar de Souza e, um pouco mais adiante, a Hidrelétrica de Rasgão e, entre estas as duas, a Barragem de Pirapora do Bom Jesus.

Ambas as hidrelétricas foram construídas pela antiga Light e muito contribuíram para a geração de energia para a cidade de São Paulo.

O Rio Tietê drena uma área composta por seis sub-bacias hidrográficas (Alto Tietê, Sorocaba/Médio Tietê, Piracicaba-Capivari-Jundiaí, Tietê/Batalha, Tietê/Jacaré e Baixo Tietê) em uma das regiões mais ricas do hemisfério sul e, ao longo de sua extensão, suas margens banham 62 municípios ribeirinhos.

Segundo arqueólogos, há pelo menos 6 000 anos, populações se utilizam da Bacia Hidrográfica do Rio Tietê, um rio que também teve papel de destaque no período dos bandeirantes e na eletrificação da cidade de São Paulo.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Você no Blog Nordestinos Paulistanos
jornalista cidadão.
Envie textos
fotos,
vídeos
Cultura,história da cidade,causos,linguajar,poesia,cordéis e muito mais.

TV Nordestinos Paulistanos

Mais Acessadas