3 de julho de 2013

Foto: Divulgação
Além do fato de possuir uma beleza estonteante, Noronha faz parte de um Parque Nacional Marinho com uma rígida estrutura em relação ao patrimônio ambiental, que procura adaptar o homem à natureza e não o contrário. Enquanto essa estrutura for mantida, a Baía do Sancho, a Praia do Leão e a Baía dos Porcos, naturalmente belas, estarão sempre no topo de qualquer lista de praias perfeitas. O arquipélago é formato por 21 ilhas, ilhotas e rochedos, totalizando cerca de 26 km² de extensão. O arquipélago é um dos lugares mais bonitos e preservados do planeta e se mantém assim desde seu descobrimento, em 1503, pelos portugueses. Fantásticas praias desertas, trilhas em meio à exótica vegetação e um dos mares mais limpos do planeta, riquíssimo em peixes multicoloridos, e com visibilidade que pode ultrapassar os 40 metros. Não é à toa que as tartarugas-marinhas escolheram o arquipélago para desova e os golfinhos, para o descanso e acasalamento

2. Praia do Espelho – Bahia
Foto: Divulgação

O litoral baiano abriga verdadeiras jóias da natureza e um dos locais que faz parte desse tesouro, sem dúvida é a Praia do Espelho. Praia do Curuípe é o nome oficial dessa belíssima extensão de areia e águas claras. Ela ganhou o apelido de Praia do Espelho por causa do efeito provocado pelo reflexo do sol nas piscinas naturais formadas pelo mar. Localizada no distrito de Caraíva, dento do município de Porto Segura, a Praia do Espelho é uma ótima opção para quem deseja sossego, sol e mar. Celebridades nacionais e artistas internacionais já se refugiaram nesse paraíso que até 2006 não possuía energia elétrica. Atualmente, no distrito de Ceraíva está sendo instalada uma rede de energia com fios subterrâneos. Esse tipo de iluminação foi escolhida para não prejudicar o estilo rústico e aconchegante do vilarejo. O visitante desde lugar pode sentar-se em uma cadeira à beira da praia e admirar a linda paisagem, durante o dia banhado pelo sol, protegido pela sombra de um coqueiro, à noite, sob a luz da luz e das estrelas.

3. Canoa Quebrada – Ceará
Foto: Divulgação

Tem 365 dias de sol por ano, pouca chuva, mar calmo e transparente, de um verde quase azul, enormes dunas multicoloridas e uma zona desértica de fascínio raro e selvagem. Seu clima é sempre agradável (entre 24 e 30 graus) com um vento forte e refrescante que oscila o ano todo e favorece a prática de surf. Existem atividades para atender todos os gostos: desde tranquilas caminhadas, vôlei de praia, frescobol, passeios ecológicos e esportes radicais como sandboarding nas dunas, passeios de bugie ao longo do litoral, excursões a cavalo ou jangada. Em 1650, o navegador português Francisco Ayres da Cunha encalhou no litoral de Canoa Quebrada. Daí vem o nome. Desde então, seu vilarejo é povoado por pescadores que sobrevivem da peca com jangadas feitas de troncos amarrados.

4. Praia do Gunga – Alagoas
Foto: Divulgação

Localiza-se a 33Km ao sul de Maceió e sua orla tem coqueiros a perder de vista. Areias brancas e claríssimas, tocadas por um mar de verde exuberante. A praia é formada pela saliência de um bico de areias e sempre foi a preferida pela alta sociedade alagoana que a frequenta com suas lanchas e jet skis. Para os turistas, existem as escunas que os levam até a praia logo pela manhã e buscam ao cair da noite. Do pequeno porto de atracação da Barra de São Miguel partem as embarcações – barcos, jangadas, saveiros, escunas – que levam às praias do Gunga, que é certamente a maior extensão de areais do litoral alagoano.

5. Praia dos Carneiros – Pernambuco
Foto: Divulgação

Localiza-se no encontro das águas escuras do rio Formoso, com as águas cristalinas do mar. Selvagem, paradisíacas, encantadora, inesquecível, são alguns adjetivos para tentar definir a Praia dos Carneiros. A maioria das praias próximas a estuários apresenta água de tonalidade escura, barrenta, porém a natureza foi generosa com Cerneiros que tem águas azuis, tranquilas, mornas, com sua barreira de arrecifes que forma piscinas naturais. Em toda sua extensão, a única construção que se destaca na beira-mar é a pequena e acolhedora Capela de São Benedito, construída há mais de 200 anos entre milhares de coqueiros que se voltam para o mar, como que para admirar a beleza do local.
Fonte: Chicclete
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Você no Blog Nordestinos Paulistanos
jornalista cidadão.
Envie textos
fotos,
vídeos
Cultura,história da cidade,causos,linguajar,poesia,cordéis e muito mais.

TV Nordestinos Paulistanos

Mais Acessadas