25 de outubro de 2013

Histórico 
O município de Itarantim surgiu de uma fazenda de propriedade do Sr. Antônio Guedes de
Souza Alcoforado, denominada Três Pontas, e localizada às margens do Córrego do Jundiá.
Após obter a permissão da Prefeitura de Macarani, Antônio Guedes fundou um arraial
denominado, inicialmente, Nova Esperança, que, posteriormente, passou a denominar-se
Itarantim.

Inicialmente, o arraial Nova Esperança foi agregando famílias que pretendiam explorar
comercialmente a região – ao todo quatorze famílias – que em sua maioria estão até hoje no
município. O comércio local conta, ainda hoje, com os familiares dos primeiros fundadores.
A primeira igreja foi construída em 1948, com a ajuda dos moradores que fizeram um
mutirão aproveitando toda a mão-de-obra existente no local.
Sem dúvida alguma, o arraial deve seu desenvolvimento e crescimento à fertilidade de suas
terras, e ao próspero comércio, que agregou mais e mais famílias que ali chegaram com o intuito
de permanecer.

Itarantim foi desmembrado do município de Macarani, em 1961.
Gentílico: itarantinense
Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de Itarantim (ex-povoado), pela lei estadual nº 628, de
30-12-1953, subordinado ao município de Macarani.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o distrito de Itarantim, figura no município de
Macarani.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Elevado à categoria de município com a denominação de Itarantim, pela lei estadual nº
1400, de 01-06-1961, desmembrado de Maracani. Sede no antigo distrito de Itarantim. Constituído
de 2 distritos: Itarantim e Ribeirão do Salto, ambos desmembrados de Macarani. Instalado em 07-
04-1963.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos:
Itarantim e Ribeirão do Salto.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fotos da Cidade 
  
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Você no Blog Nordestinos Paulistanos
jornalista cidadão.
Envie textos
fotos,
vídeos
Cultura,história da cidade,causos,linguajar,poesia,cordéis e muito mais.

TV Nordestinos Paulistanos

Mais Acessadas