9 de outubro de 2013

“Água”

um espetáculo lúdico que diverte e conscientiza toda a família
Até 30 de novembro, vinte parques da capital e grande São Paulo recebem o espetáculo “Água”, do Clã - Estúdio das Artes Cômicas. No próximo, o público presente no Parque Ibirapuera poderá conferir, gratuitamente, um espetáculo lúdico que diverte e conscientiza toda a família.

Dirigido por Cida Almeida, o espetáculo traz à cena seis palhaços que acabam “entrando pelo cano” ao desperdiçar a água. Deparando-se com seu desaparecimento, esses personagens atrapalhados partem em uma fantástica jornada e passam pelas mais incríveis aventuras marinhas e ribeirinhas, em busca de tão valioso líquido incolor, inodoro e insípido.

“A questão da água nos serve como um fio condutor, um incremento ao recurso dialógico que permitiu colagens peculiares de números e cenas. Pretende-se aqui tratar o tema não de forma enfadonha e moralista, mas como um elemento que percorre toda a fábula.”, diz Cida Almeida.

O espetáculo “Água” nasceu em 2011, como parte das comemorações aos 10 anos do Clã – Estúdio das Artes Cômicas. Criou-se uma obra de linguagem híbrida com circo, a máscara do clown, o teatro e a pantomima. A história é contada em quadros que abordam a problemática da água sob diversos pontos de vista: desde questões relativas à responsabilidade sócio-ambiental, até as metáforas usadas popularmente com a palavra água, seu significado simbólico, seu poder enquanto agente da natureza e sua importância na vida de todos os seres. A peça procura, de maneira inusitada, tratar de questões que povoam o imaginário coletivo a respeito da água. “Até pra fazer lágrimas precisa de água!”, diz um palhaço em uma das cenas da peça, ao notar que não consegue mais chorar, pois a água acabou! O não didatismo do espetáculo fica por conta da lógica absurda desse personagem clássico do circo, que responde ao mundo com a sua fértil imaginação.

Toda a peça acontece em um picadeiro-piscina inflável, e cada quadro é apresentado valendo-se de elementos cênicos próprios, representando situações onde encontramos água em diferentes estados. Os adereços manipulados pelos palhaços ganham vida, estabelecendo relações diversas e criando situações cômicas variadas. A concepção sonora do espetáculo contempla clássicos do circo, do cinema e da música erudita. A trilha muitas vezes é o elemento norteador dos quadros onde a encenação é calcada por seu ritmo, melodia e andamento e em outras se apresenta como sutil acompanhamento da cena. Algumas músicas e efeitos sonoros são executados pelos palhaços utilizando instrumentos musicais inusitados.

Importante ressaltar que esta turnê por vinte parques se realiza através do patrocínio da Air Liquide, empresa com visão de sustentabilidade e comprometida com os aspectos ecológicos de nosso país, e com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura – Programa de Ação Cultural.

FICHA TÉCNICA

Direção: Cida Almeida // Direção Musical: Célio Collela // Direção de Arte: Emília e Helena Ramos // Elenco: Caio Franzolin, Caio Marinho, Gabriel Küster, Julia Pires, Juliana Oliveira e Paula Praia //Preparação circense: Oswaldo Aurich // Preparação técnica: Ivanildo Piccoli // Preparação vocal e musical: Célio Collela // Cenário, figurino e adereços: Emília Ramos, Helena Ramos e Paulo Galvão // Produção: Julia Pires, Juliana Oliveira e Laura Salerno //Assessoria de Imprensa: Moretti Cultura e Comunicação

Duração: 55 minutos

Classificação Indicativa: Livre para todos os públicos

SERVIÇO

Out/13

· Dia 12, às 11h - Parque do Ibirapuera (Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – São Paulo)

· Dia 13, às 15h – Parque Central (Rua Gamboa, 213 – Vila Assunção - Santo André) 

· 19, às 15h - Parque do Carmo (Av. Afonso de Sampaio e Souza, 951 – Itaquera – São Paulo)

· 20, às 15h - Parque Raul Seixas (Rua Murmúrios da Tarde, 211 – Itaquera – São Paulo)

· 25, às 11h - Parque Burle Marx (Av. Dona Helena Pereira de Morais, 200 – Campo Limpo – São Paulo)

· 26, às 15h - Parque do Povo (Av. Henrique Chamma, 420 - Pinheiros – São Paulo)

· 27, às 15h - Parque Ecológico do Tietê (Rua Guirá Acangatara, 70 - Engenheiro Goulart - São Paulo)

Nov/13

· 02, às 15h - Parque da Juventude (Av. Cruzeiro do Sul, 2630 – Santana - São Paulo)

· 03, às 15h - Parque da Independência (Av. Nazaré, s/n – Ipiranga – São Paulo)

· 09, às 16h - Praça João Beiçola da Silva (Praça João Beiçola da Silva, s/n, Cidade Dutra – São Paulo)

· 14, às 12h30 - Praça Gal. Enéas Martins Nogueira (Praça Gal. Enéas Martins Nogueira, s/n - Brooklin – São Paulo)

· 16, às 15h - Parque Horto Florestal (Rua do Horto, 931, Tremembé – São Paulo)

· 17, às 11h - Parque Lions Tucuruvi (Rua Alcindo Bueno de Assis, 500 - Tucuruvi – São Paulo)

· 20, 15h - Parque da Luz (Praça da Luz, s/n – Bom Retiro – São Paulo)

· 30, às 15h - Parque Regional da Criança (Av. Itamarati, 536 – Parque Jaçatuba - Santo André)


Até 30 de novembro, vinte parques da capital e grande São Paulo receberão o espetáculo - Foto de Foto: André Fontes

Dirigido por Cida Almeida, o espetáculo traz à cena seis palhaços que acabam entrando pelo cano ao desperdiçar a água. - Foto de André Fontes.


O espetáculo tem uma linguagem híbrida, que mescla o circo, a máscara do clown, o teatro e a pantomima. A história é contada em quadros que abordam a problemática da água sob diversos pontos de vista - André Fontes


O público poderá conferir, gratuitamente, um espetáculo lúdico que diverte e conscientiza toda a família - Foto de André Fontes.

Espetáculo ÁGUA

Enviado por IMPRENSA // André Moretti
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Você no Blog Nordestinos Paulistanos
jornalista cidadão.
Envie textos
fotos,
vídeos
Cultura,história da cidade,causos,linguajar,poesia,cordéis e muito mais.

TV Nordestinos Paulistanos

Mais Acessadas