1 de agosto de 2014

Xilogravura Nordestina – 70 anos de Trajetória e Evolução, no Centro Cultural São Paulo
Até dia 12 de Outubro 
Acontece dia 26 Julho a abertura da mostra Nordeste Reinventado na Imagem Gravada, no Centro Cultural São Paulo (CCSP), com curadoria de Bené Fonteles, que irá doar sua coleção “Xilogravura Nordestina – Trajetória e Evolução” para a Coleção de Arte da Cidade, com sede no CCSP.

A mostra, que se estende até 12 de outubro, procura compreender pela vasta iconografia da xilogravura nordestina - com mais de um século de atuação gráfica - como o artista popular do Nordeste pode criar um extraordinário acervo de imagens e com ele construir um rico imaginário que relevou uma região em suas amplas nuances culturais e políticas, econômicas e religiosas.

Recriando costumes e crendices, desvelando e criticando o viciado sistema social, dando nova face fantástica ao real e desafiando-o com uma imaginação sem limites, a arte de gravar na madeira dos artistas do povo, herdada das tradições gráficas da idade média vinda pela península ibérica, vai ressoar em experiências pessoais exemplares para contribuir e inspirar também a arte contemporânea.

Da tradição à contemporaneidade, de Mestre Noza a Francisco de Almeida, de J. Borges a Samico, a mostra tem a participação de 27 gravadores e cerca de 200 obras de Stênio Diniz, Gilvan Samico, José Lourenço, Francisco de Almeida, Mestre Noza, João Pedro do Juazeiro, J. Borges, Costa Leite, Elias Santos, Abraão Batista, Dila, Nilo, Gilberto Pereira, Elosman, Airton Laurindo, Hamurabi Batista, José Altino, Expedito da Silva, Naldo, Manoel Inácio, Cícero Lourenço, Antônio Celestino, Amaro Francisco, Ciro Fernandes, Minelvino Silva, Enéas e Waldêredo Gonçalves.

Na mostra haverá farto acervo de literatura de cordel ilustrado pelos xilógrafos e um atelier de xilogravura com oficinas do gravador José Lourenço aberto ao publico.

“De Noza a Samico, a xilogravura nordestina percorre do sertão à cidade uma grande e fascinante vereda: transforma o ordinário da madeira na mais extraordinária matriz imagética, criando e recriando mundos nunca gravados na memória de um Brasil Universo. Pela xilogravura o Nordeste é reinventado e se reinventa eternizando-se no que se grava.”
Bené Fonteles

José Benedito Fonteles (Bragança, PA, 1953). Artista plástico, jornalista, editor, escritor, poeta e compositor. Inicia sua carreira em 1971, expondo no 3º Salão Nacional de Artes Plásticas do Ceará. Em Fortaleza, trabalha como jornalista. Durante as décadas de 1970 e 1980, integra anualmente diversas exposições coletivas, nacionais e internacionais, ligadas à arte postal e a pesquisas de novos meios de expressão. Nesse período, participa de quatro edições da Bienal Internacional de São Paulo (1973, 1975, 1977 e 1981). Realiza, ainda, a partir de 1974, diversas mostras individuais, no Brasil e no exterior.

Entre 1983 e 1986, dirige o Museu de Arte e de Cultura Popular (MACP) da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Na década de 1980, envolve-se em projetos e movimentos voltados à preservação ecológica, procurando uni-los à criação artística. Em 1991, muda-se para Brasília, onde mantém atuação como ativista ecológico e organizador de eventos artísticos. Em 1997, organiza a montagem da sala especial do artista baiano Rubem Valentim, no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM/BA). Entre os livros que publica, destacam-se O Livro do Ser (1994) e O Artista da Luz (2001), sobre Rubem Valentim. Seu trabalho como compositor está reunido no CD Benditos, lançado em 2003, que agrupa três trabalhos anteriores, Bendito (1983), Silencioso (1989)

Nordeste Reinventado na Imagem Gravada

Curadoria de Bené Fonteles

Abertura: 26/7 – 11h

Período: 26/07 a 12/10 - terça à sexta das 10 às 20h - sábados, domingos e feriados das 10h às 18h

Local: Piso Caio Graco

Entrada Franca
Classificação livre
 12 de outubro


Contatos com o curador: benefonteles@terra.com.br / tel: 061.83506100
Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso (Próximo às estações Paraíso e Vergueiro do metrô)
Informações ao público: 3397-4002
Atendimento à imprensa: 3397-4063/4064

@CentroCultural | fb: CentroCulturalSaoPaulo
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Você no Blog Nordestinos Paulistanos
jornalista cidadão.
Envie textos
fotos,
vídeos
Cultura,história da cidade,causos,linguajar,poesia,cordéis e muito mais.

TV Nordestinos Paulistanos

Mais Acessadas